Notícias & Artigos

Internacionalização de empresas: os principais desafios.

23 novembro, 2016 / TSX Advisors /

A internacionalização de empresas é um processo moderno de integração cultural, comercial e econômica. Entendê-la requer uma visão ampla do conceito das trocas mundiais.

De acordo com a Apex-Brasil, exportações e importações brasileiras atingiram a cifra de US$ 454 bilhões em 2014. Por outro lado, a participação do país no comércio internacional não acompanhou esse número: menos de 20 mil empresas brasileiras exportaram.

Isso significa que, além de inúmeras oportunidades, o Brasil tem grandes desafios pela frente.

 

O que é a internacionalização de empresas?

A internacionalização significa a integração com os mercados, além dos domínios territoriais. É um fenômeno que compreende desde a exportação e a importação de produtos e serviços até a produção no mercado externo.

 

Quais as suas vantagens?

Quando realizada de forma profissional, avaliando claramente as oportunidades e as ameaças do ambiente de negócios, é um processo que oferece inúmeras vantagens, como:

1. Expansão: em um ambiente cada vez mais concorrente, expandir pode gerar novas oportunidades, além das fronteiras de um mercado saturado.

2. Vendas: diversificar mercados aumenta a procura e possibilita o incremento do volume de vendas.

3. Comprar: diversificar mercados de compra possibilita o incremento da qualidade e a redução dos custos de aquisição.

3. Reputação: a internacionalização expande a divulgação da empresa e melhora a reputação do negócio interna e externamente.

4. Competitividade: a expansão exige maior eficiência e desempenho da empresa, o que irá, consequentemente, aumentar sua competitividade.

5. Know-how e networking: a internacionalização gera novos conhecimentos e aumenta a rede de relacionamentos da empresa.

 

Quais os desafios da internacionalização de empresas?

Em se tratando do mercado brasileiro, que, como vimos no início do texto, ainda tem muito a evoluir, o caminho é longo.

São diversos desafios? Sim. Mas todos podem ser superados com o amadurecimento das práticas e o profissionalismo do mercado:

1. Tempo: além de investimentos consistentes, o processo de internacionalização deve ser pensando a longo prazo. É preciso se planejar e se estruturar para uma iniciativa que não tem retorno imediato.

2. Pessoas: por ser uma área em evolução, encontrar os profissionais com as competências certas ainda é um dos grandes desafios das empresas.

3. Dólar: o mercado não vê com bons olhos empresas que se movem em função da variação do dólar. A internacionalização se baseia em relações de confiança e deve ser pautada nos objetivos e metas do negócio.

4. Distribuição: estruturar uma rede logística em um novo país é outro grande desafio. É essencial fechar parcerias com os principais players para estabelecer um canal de distribuição adequado aos seus produtos.

5. Planejamento: a falta dele ainda é um dos principais desafios das empresas brasileiras. Análise do mercado e da capacidade competitiva, recursos humanos e de capital, possíveis aquisições e alianças estratégicas. São variáveis importantes em um processo de internacionalização que somente um bom planejamento pode contemplar.

Para um país em desenvolvimento, é essencial levar a sério o tema de internacionalização das empresas. Vivemos em um país que ainda carece muito de evoluir qualitativamente em suas análises e práticas.

Os desafios são muitos. Mas as recompensas para o mercado e a sociedade são igualmente enormes.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco.